Arquivo da categoria: Gilson Camargo

Gilson Camargo – Rancho das Flores

“Todo mundo sabe que eu sou meio turrão. Quando empaco, não vou pra frente de jeito nenhum. Nem que leve um pontapé na bunda. Mas, sábado fui conferir o carnaval no Centro Cívico. Cheguei lá e a turma já estava no embalo, aguardando o horário do desfile do Rancho das Flores. Eu não ia desfilar nem com reza, mas o Rodrigão e o Ferreira, meus amigos há mais de 30 anos, me convenceram. E lá fui eu cheio de razão e vazando cerveja. E sabem de uma coisa? Foi muito legal, aliás, foi divinamente genial desfilar com aquela turma de foliões que hoje estão na melhor idade. No próximo ano estarei lá com toda a certeza. Obrigado, Rodrigão e Ferreira. Aquele abraço.”
Thadeu Wojciechowski, o Polaco da Barreirinha.

Antonio Thadeu Wojciechowski e Rodrigo Barros Del Rey, puxadores do Rancho na avenida.

A participação do Rancho das Flores nos desfiles de rua é uma tradição no Carnaval de Curitiba. O bloco formado por foliões com idade entre 65 e 90 anos é coordenado pela Fundação de Ação Social (FAS) e Fundação Cultural de Curitiba e reúne, em média, 500 participantes dos programas da prefeitura municipal para a terceira idade. A primeira apresentação aconteceu no Carnaval de 1990, com o tema Primavera. Desde então o Rancho das Flores inova a cada ano com um novo enredo.

CLIQUE E OUÇA – Rancho das Flores. Água, vida e fantasia – 2010
voz: Rodrigo Barros Del Rey
Composição: Thadeu Wojciechowski e Luiz Ferreira.

Água, vida e fantasia

Quem sai na chuva é pra se molhar
Carnaval é pra pular, viver, brincar

Água em pedra rebenta e não demora
Se for pra ser feliz que seja agora

É lindo este povão
Sorrindo na avenida
Chegamos pra mudar a sua vida

Sai pra lá, mau humor
Vem pra cá, alegria
Rancho das Flores
Água, vida e fantasia.

Marcinha Souza, rainha do Carnaval de Curitiba em 2010.
Nego Lírou, de chupeta no pescoço, comandou o batuque do bloco…
… que teve como madrinha da bateria a artista plástica Margit Leisner…
… o  contrabaixista Glauco Solter
… Barbara Kirchner, curitibaneando.wordpress.com
… e foliões de todas as idades.
Casal assiste aos desfiles no Centro Civico, sentado na escultura “Luar do Sertão”, de João Turin /1946, em frente a prefeitura municipal…

… do outro lado da rua, guardas municipais e familiares faziam vigilia pedindo melhores salários e condições de trabalho adequadas.

Fim.
Gilson Camargo é fotógrafo. Este ensaio foi publicado originalmente em seu blog, Olhar Comum.

Anúncios

Gilson Camargo – Zombie Walk – 2009

16

26

36

46

56

65

75

Às cinco horas da tarde de domingo a tribo reunida nos portões do cemitério municipal saiu para uma caminhada de 600 metros até as ruínas do Alto São Francisco na quarta edição da Zombie Walk em Curitiba. A idéia é caracterizar-se como zumbi (iguais aos filmes de terror), e durante a caminhada seguir grunhindo, gemendo e gritando: “miolos”, ou, “cérebros”! Apesar disso, a maioria participa calada. Formado o cortejo, seguiram da calunga ao ponto de encontro, onde todos se esforçaram em reanimar o carnaval curitibano ao som de três bandas: Barbatanas, Flatheads e CWBillys, dentro das atividades do Psycho Carnival 2009, neste ano em sua décima edição.

Gilson Camargo é fotógrafo. Este ensaio foi publicado originalmente em seu blog.